Give me something I can believe
Quer ir embora? Ok, então até logo, até mais ver, bon voyage, arrivederci, adeus, boa viajem, vá em paz, que a porta bata onde sol bate, não volte aqui, hasta la vista baby, escafeda-se, saia logo daqui, adios, kiss, bye bye, tchauzinho, tchau tchau.
1 2 3 4 5 »

“Aonde será que foi parar o sorriso daquela menina?”
~ Maria Moreira.  (via florejaste)

“Vá com calma, não carregue o mundo nos seus ombros.”
~ The Beatles.  (via esclarecer)

“Gosto de dar abraços, de proteger o que é meu.”
~ Johnny (via a-penas-seja-forte)

“Sou emotivo
sem nenhum motivo.”
~ Julio Venori.  (via conjulguei)

“Sou tímida. Um montão de gente ri quando falo isso, mas sou tí-mi-da. Só quem me conhece a fundo sabe. É que sou o tipo de gente que todo mundo pensa que conhece. Mas se enganam feio. Pouquíssima gente me desvenda. Mostro só o que quero. Não por maldade, mas por proteção. A gente tem que aprender a se proteger. Das escolhas dos outros. E até mesmo das nossas próprias escolhas.”
~ Clarissa Corrêa.   (via auroriar)

“E são dos pequenos detalhes que eu mais sinto saudade.”
~ Lila Almeida. (via esclarecer)

“Só fica comigo, tá? Mesmo se eu vacilar, mesmo se eu te mandar embora, se eu fizer a maior burrada do mundo. Fica comigo. Porque eu preciso do seu amor, preciso do seu carinho, do seu afeto, e mais do que tudo, eu preciso de você. Só fica, tá bom? Não vai embora, por favor. Só isso que eu te peço.”
~ Because I love you.    (via esclarecer)

“Isso não existe, essa coisa que o psicanalítico se assumiu como gay, se assumiu como dionisíaco, se assumiu como lésbica, como dona de casa, essas coisas são papéis inventados por uma revolução de gerentes, por uma sociedade marxista e positivista para castrar as pessoas, porque que calaram o Conde de Lautréamont? De medo desse tipo de poesia saltasse dos livros e deixasse a realidade em completa desordem. Minha poesia tem dinamite, ela abre caminhos sozinha.”
~ Roberto Piva em "Assombração Urbana, 8:59."  (via oxigenio-dapalavra)

“Amor? Não sei. É meio paranóico. Parece uma coisa para enlouquecer a gente devagar”
~ Caio F. Abreu  (via esclarecer)

“Primeiro, você sente muito. Depois, você sente falta. Quando percebe, você sente mais nada.”
~ Tati Bernardi.   (via esclarecer)

“Você conseguiu seguir em frente. O que é natural. A gente cai e levanta. É destruído e se refaz.”
~ Quando ela se foi. (via acertarei)

“Sempre achei que quando “é pra ser” a vida nos manda alguns recados, alguns sinais. Você sempre achou meio boba essa minha mania de esperar um sinal, uma resposta. Mas, sabe, eu acredito mesmo nisso. Acho que quando tem que ser, simplesmente é. É simples, é inteiro, é intenso. Não tem linhas em branco, nem mágoas escondidas atrás das portas.”
~ Clarissa Corrêa. (via inverbos)

“Acho que essa é a questão central. Ninguém sabe ao certo quanto impacto tem na vida dos outros. Muitas vezes não temos noção. Mas forçamos a barra do mesmo jeito.”
~ Os 13 porquês. (via inverbos)

“Se eu digo que quero que você vá pra puta-que-te-pariu, você não deve puxar o meu braço e dizer que sabe que não vivo sem você. É covardia da sua parte me conhecer tanto assim.”
~ Capitule “Aleatoriamente, você.”  (via inverbos)

“Milhares de pessoas nascem e morrem, milhares de relacionamentos começam e terminam, um objeto que quebra, a garrafa de café quase vazia, uma amizade de anos que já não era a mesma. Tudo, do simples ao inabalável, tudo chega ao fim. E há milhares de finais acontecendo todo dia.”
~ Tati Bernardi. (via inverbos)